Nossa Senhora Do Café Do Brasil

Esta história fantástica começa em Espírito Santo do Pinhal, município do estado de São Paulo, situado em planalto elíptico, com área aproximada de 785km², altitude média de 900m e campos suavemente ondulados. A população é de aproximadamente 45 mil habitantes.

A professora Ana Maria Negrini, que cresceu nos cafezais de seus pais, escreveu um artigo para os Anais Franciscanos em seus tempos de faculdade. O ano era 1964 e o título do artigo, “Minha Nossa Senhora do Café”. Neste ela vê Nossa Senhora Aparecida com as cores do café e nesta linda conexão, falava sobre as aflições dos cafeicultores nesta época.

Muitos anos mais tarde, o setor cafeeiro estava novamente em dificuldades e pediu para Ana escrever um novo artigo que continha a mesma conexão entre Nossa Senhora Aparecida e o café, com apelos a padroeira do Brasil, repletos de fé e esperança. Este artigo foi publicado pela Cooperativa Coopinhal, em seu periódico.

O artigo chegou ao Rio de Janeiro e o professor Albertino Fonsesca, com inspiração divina, fez um desenho de Nossa Senhora do Café, introduzindo as palavras “do Brasil”. Enviou pelos Correios para a cidade de Ana e muitas pessoas tiraram cópias deste desenho, já “adotando” a nova santa.

Ficou decidido em Assembleia na Câmara de Vereadores daquela cidade, que o dia da padroeira dos cafeicultores seria no dia 09 de agosto, aniversário da Cooperativa e a empresa foi responsável pela construção da primeira Capela de Nossa Senhora do Café do Brasil, cuja arquitetura, pelas mãos do arquiteto pinhalense Alexandre Vitta, imita um armazém de café do século 18.

Sua imagem foi esculpida pelo escultor Pedro Carlos de Oliveira e carrega as cores do café: o manto tem a cor do café torrado e a túnica e o véu com uma tonalidade do café cru.

Em 2004, Espírito Santo do Pinhal participou pela primeira vez da ExpoCatólica e levou uma imagem da padroeira, esculpida por um artesão da cidade de Pedreira.

Em 2010, a professora que deu início a essa história foi convidada pela Edições Loyola a escrever o livro: “Nossa Senhora do Café: História e Devoção no Brasil”. Ele foi aprovado pela Igreja Católica, tendo a benção do bispo Dom Davi.

A devoção ultrapassou a fronteira entre os estados de São Paulo e Minas Gerais. A cidade de Machado tem uma capela e uma grata para Nossa Senhora do Café do Brasil.

E assim, a imagem chegou à minha casa, em Guaramirim, Santa Catarina. A primeira foto desta postagem é da imagem que está em meu lar, nos abençoando abundantemente.

Vamos orar a Oração de Nossa Senhora do Café do Brasil:

Abençoadas por tuas mãos, as mãos que colhem
e as bocas que bebem a bebida dos grãos
assim sejam transformadas por inteiro,
no gesto de juntar todas as mãos,
no gosto de tomar café com pão.
Amém!

Volto para atualizar esta postagem quando tiver o livro em mãos!

Fontes: Revista Espresso e u.Coffee,

*****

Se quiser doar qualquer valor para este blog, aponte a câmara do seu celular para imagem acima quando estiver dentro do seu aplicativo bancário ou diretamente pelo PIX tinaventuri@gmail.com.
Muito obrigada!

Qual sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.