A mudança

ordem natural

“Você se vê em uma situação inesperada e como você reage? Cada um do seu jeito, mas quando esta situação lhe altera definitivamente, desvia seu caminho, mata uma das verdades absolutas que você tinha?

Foi isto que aconteceu em outubro de 2017, quando alguém mostrou à mim, a maldade que eu não conhecia. Naquele momento eu desejei ter morrido antes, eu desejei jamais saber, jamais ter certeza da perversão, da maldade cruel e fria da qual tinha sido vítima por uma década e meia…

É algo estranho, você percebe que algo realmente morreu ali, que nada será como antes e que os dias da existência serão lentos e doloridos, todos igualmente cinzas dali para frente até que você recupere seu equilíbrio. Não importa o que venha a acontecer, nada trará você mesma de volta.

Me senti como Eva provando a maça proibida, bebendo do cálice de sangue, perdendo minha alma. Todos os dias há um reflexo diferente da mesma dor e ela aumenta, já não é só sentimento, é carnal, o corpo apresenta os reflexos, dói, definha…

Além de tudo vem a culpa, a culpa por ter acreditado, por ter se sujeitado, por não ter fugido e por fazer sofrer quem lhe ama. A culpa por não poder voltar, por não poder ser quem era, por ter perdido a luz. A culpa por continuar viva, mesmo estando morta.

Eu não sei se quando esta postagem for ao ar, eu ainda estarei aqui, se algum milagre aconteceu que me faça pensar diferente, agir diferente… Sei apenas que senti piedade de mim mesma, que me envergonhei por acreditar, por sonhar, por tentar, que senti ódio do amor dedicado, desperdiçado, que quis ter mais tempo já que perdi tanto, mas tanto tempo que sinto que ele acabou…

Da inocência sinto saudade e apesar de não ter mais idade para ter uma ilusão que hoje vejo como tão grande, não há ninguém que mereça passar por essa crueldade e a única coisa que me resta, pelo resto dos dias é perguntar:

Por que?”

Esta reflexão de uma alma em conflito intenso, lança um olhar diferente sobre quem está em sofrimento. Não julgue, acolha. Cada um sabe as alegrias e as dores que carrega. Tudo passa, é preciso ser luz no caminho das pessoas e jamais aumentar suas sombras. 

Seja qual for o momento que você esteja passando, você é forte o suficiente para superá-lo. Siga em frente!

*****

Se quiser doar qualquer valor para este blog, aponte a câmara do seu celular para imagem acima quando estiver dentro do seu aplicativo bancário ou diretamente pelo PIX tinaventuri@gmail.com.
Muito obrigada!

Qual sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.