Investimentos – LCI, LCA, CRI e CRA

investimentos imagem bonita

Conseguiu juntar algum dinheiro e agora não sabe onde investir? Aqui no Jardim Valentina várias postagens já falaram sobre economia, investimentos e livros para conhecimento. Hoje vamos falar sobre LCI, LCA, CRI e CRA, com base nos dados oferecidos gratuitamente pelo Banco Itaú.

imagem 01

Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) são aplicações de renda fixa lastreadas em empréstimos a produtores rurais ou a empresas do setor imobiliário.

São títulos que representam a captação dos recursos necessários ao financiamento das operações das empresas que atuam nestes setores.

Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e Letras de Crédito Imobiliário (LCI) – São títulos emitidos por instituições financeiras e utilizados para captar recursos que serão emprestados a participantes. Quando você aplica nesses títulos, o banco necessariamente repassa este recurso a um agente deste setor. Em troca, você receberá, em uma data predefinida, seu dinheiro corrigido por juros.

Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) – São títulos emitidos por instituições financeiras, mas exclusivamente por companhias securitizadoras, que reúnem diversos recebíveis originados de negócios entre esses participantes e terceiros e estruturam os certificados.

 imagem 02

 

imagem 03

 

  • Como aplicar no Itaú? (Você pode procurar a instituição de sua preferência):

LCI e LCA – Para investir em LCIs ou LCAs, entre em contato com seu gerente ou especialista em gestão de patrimônio. Disponível para clientes Personnalité. Investimento mínimo: R$ 100.000.

CRI e CRA – Pelo site da Itaú Corretora você investe em emissões de CRIs e CRAs. Acesse a página de ofertas públicas de que participamos e confira as que estão em andamento*.
Já para investir em CRIs e CRAs negociados no mercado secundário, o investimento mínimo é de R$ 50 mil e a operação é feita pelo nosso atendimento telefônico.

Para correntistas Itaú: 4004-3131 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 722 3131 (demais localidades)

Para não correntistas Itaú: 4004-3005 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 726 3005 (demais localidades)

Em dias úteis, das 9h às 18h.  Custo de ligação local.

  • Leia o prospecto, em especial a seção Fatores de Risco, antes de investir para conhecer as condições de aplicação, que são diferentes para cada oferta.
  • Qual a tributação sobre CRIs, CRAs, LCIs e LCAs?

Estes títulos estão isentos de pagamento de imposto de renda para pessoa física. Quanto ao IOF, as operações com CRIs, CRAs e LCAs sujeitam-se à alíquota zero do IOF para investidores pessoa física e jurídica. Já as LCIs sujeitam-se à alíquota de 1% ao dia sobre o valor do resgate, cessão ou repactuação, limitado a determinado percentual do rendimento da operação, conforme o prazo da aplicação. Para aplicações de mais de 30 dias em LCIs, a alíquota de IOF é zero.

  • O que acontece se você precisar se desfazer de suas LCIs, LCAs, CRIs ou CRAs antes da data de vencimento?

Você terá de vender seus títulos no mercado secundário. Ou seja, procurar outros investidores que estejam dispostos a comprar seus títulos. Neste caso, existem os riscos de mercado (podem ocorrer flutuações de mercado que afetem preços, taxas de juros, ágios, deságios e volatilidade dos ativos) e de liquidez (o mercado secundário de ativos de renda fixa ainda não conta com níveis de liquidez elevados, sendo que, em momentos de menor volume de negócios, o investidor pode ter dificuldade para encontrar compradores). Quando se negocia no mercado secundário é comum encontrar títulos vendidos com ágio. Isto porque, dependendo das condições de mercado, os investidores que já possuem títulos de renda fixa cobram mais caro para revendê-los a outros investidores. Por exemplo, o detentor de um título de R$ 1.000 acaba colocando o ativo à venda no mercado secundário por R$ 1.050. Essa diferença de R$ 50 que o comprador pagará a mais é chamada de ágio. O contrário também acontece: o título de R$ 1.000 pode ser colocado à venda por R$ 950, o que representa um deságio de R$ 50.

  • Qual o prazo de liquidação das operações com LCIs, LCAs, CRIs e CRAs?

Para aplicações em oferta pública, o regulamento indicará a data exata da liquidação. Caso se trate de emissão primária, LCAs emitidas pelo BNDES são liquidadas no terceiro dia útil após a ordem de aplicação, enquanto a dos demais emissores são liquidadas no mesmo dia útil. Quanto a aquisições no mercado secundário, CRAs são liquidados no mesmo dia útil da aplicação, enquanto CRIs são liquidados no dia útil seguinte.

  • Quais são os riscos ao aplicar em CRIs, CRAs, LCIs ou LCAs?

Estes títulos são um investimento em renda fixa. Porém, isto não significa que os preços e taxas não possam variar ao longo do tempo. De modo geral, o investidor que mantiver até seu vencimento vai receber a rentabilidade acordada no momento da compra. Caso faça a venda antecipada – ou seja, antes da data de vencimento do título – receberá o valor correspondente, a preço de mercado, apurado na data de venda.

Entre a data da compra de seu título e seu vencimento, uma série de fatores pode influenciar sua variação de preço de acordo com as condições do mercado. Entre eles estão a taxa de juros vigente no momento, a visão do mercado em relação à saúde financeira do emissor, a quantidade de investidores dispostos a comprar os títulos no mercado secundário etc.

Por isso, quando você aplica em um CRI, CRA, LCI ou LCA e precisa vender o título antes de seu vencimento, você pode ter um retorno diferente daquele informado na hora da compra. Por outro lado, quando você fica com o título até seu vencimento e o emissor liquida todos os pagamentos, você recebe o valor correspondente à rentabilidade informada no momento da compra, independentemente das variações ao longo do tempo.

Existe também o risco de crédito, ou seja, o risco de o devedor não honrar sua dívida. Os títulos são emitidos por empresas e, no caso, o risco seria elas inadimplirem e não conseguirem entregar a rentabilidade acordada.

  • Como saber se aplicar em CRIs, CRAs, LCIs e LCAs está de acordo com meu perfil de investidor?

Para saber é preciso considerar seus objetivos, horizonte de tempo de investimento, tipo de risco que você está disposto a correr e seu perfil de investidor.

Também é importante verificar os prazos de vencimentos dos títulos. Caso você vá precisar do dinheiro investido de volta em pouco tempo, títulos com prazo longo não são recomendados, pois quando você vende seu título antes do vencimento, pode ter um retorno diferente do informado na hora da compra.

Se você quiser saber mais sobre investimentos, pode adquirir meu livro aqui e pode também acompanhar vários encontros sobre o tema clicando aqui.

Bons investimentos!

*****

Se quiser doar qualquer valor para este blog, aponte a câmara do seu celular para imagem acima quando estiver dentro do seu aplicativo bancário ou diretamente pelo PIX tinaventuri@gmail.com.
Muito obrigada!

Qual sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.