Dia da Padroeira – Santa Catarina de Alexandria

santa-catarina-de-alexandria97

Catarina de Alexandria, também conhecida como A Grande Mártir Santa Catarina (do grego ἡ Ἁγία Αἰκατερίνη ἡ Μεγαλομάρτυς) é uma santa e mártir cristã além de uma notável intelectual no início do século IV. Passados 1 100 anos, Joana d’Arc disse que Santa Catarina apareceu-lhe várias vezes. A Igreja Ortodoxa a venera como uma “grande mártir”, e na Igreja Católica, ela é tradicionalmente reverenciada como um dos Catorze Santos Auxiliares.

Catarina nasceu na cidade egípcia de Alexandria e cresceu como uma pagã, mas em sua adolescência converteu-se ao cristianismo.

Numa visão, Catarina foi transportada para o céu, encontrou-se com o menino Jesus e a Virgem Maria e, em êxtase, casou-se misticamente com Cristo, convertendo-se ao cristianismo. Ela tinha , na época, dezoito anos de idade.

Foi então à presença do imperador romano Maximino Daia, que perseguia os cristãos, censurando-o por sua crueldade. Apontou a limitação do imperador, por ser pagão, e afirmou que o seu Deus era o único realmente vivo e o seu rei era Jesus Cristo”.

O imperador mandou prendê-la no cárcere até que viessem os 50 maiores sábios do mundo e a humilhassem por causa da sua argumentação aparentemente simples.

Quando chegaram, os sábios riram-se do imperador por tê-los convocado para contra-argumentar com uma simples garota. Porém, o imperador os advertiu que, se conseguissem convencê-la, ele os presentearia com os melhores bens do mundo; mas se não conseguissem, ele os condenaria à morte. Catarina foi tão plenamente sábia nas suas colocações e argumentos que mesmo perante esta ameaça os sábios não conseguiram convertê-la aos ídolos. Pelo contrário, vencidos pela eloquência de Catarina, converteram-se ao cristianismo. Frustrado, o imperador mandou prender e torturar Catarina na masmorra. Visitada na prisão pela esposa do imperador e pelo chefe de sua guarda, Catarina os converteu, fazendo o mesmo com inúmeros soldados. Mais enfurecido ainda, o imperador mandou assassinar os sábios e sua esposa, lançou os guardas aos leões no [Coliseu] e condenou a Catarina à morte lenta na roda (instrumento de tortura que mutilava e causava grande sofrimento). Mas quando foram amarrar Catarina na roda, ela fez o sinal da cruz e a roda quebrou. Ao determinar sua execução, apareceu-lhe o arcanjo Miguel para confortá-la e Catarina rezou suplicando que, em nome do seu martírio, Deus ouvisse as orações de todos aqueles que a ele recorressem e que tudo obtivessem por sua intercessão. Por fim, Catarina de Alexandria morreu decapitada com uma adaga de prata mas ao invés de sangue saiu leite; por isso, as mães que amamentam recorrem também à sua intercessão.

O corpo de Catarina desapareceu milagrosamente, sendo transportado por anjos para o topo de Jebel Katerina, o pico mais alto da península do Sinai. Três séculos mais tarde, o seu corpo, incorrupto, foi encontrado por monges e levado para o Mosteiro da Transfiguração, onde algumas das suas relíquias e o seu nome ficaram até hoje.

Foi ouvindo a voz de Santa Catarina que Joana d’Arc encontrou a espada que usaria em sua missão e que mudaria a história da França. Junto de Santa Margarida e do Arcanjo Miguel, era uma das vozes que falavam com ela e a instruíram na sua missão de salvar a França.

Santa Catarina é considerada padroeira dos estudantes, filósofos e professores e também invocada pelos que trabalham com rodas e contra acidentes de trabalho. No Brasil, é a padroeira principal do Estado e da Ilha de Santa Catarina, que inclusive são uma homenagem a ela, e co-padroeira da Catedral metropolitana de Florianópolis.

santa-catarina

No ano de 2000, o Mosteiro de Santa Catarina de Alexandria foi visitado pelo governador em Espiridião Amim e uma comitiva, onde destaca-se a presença do Monsenhor Ângelo Kontaxis e do jornalista Moacir Pereira, que escreveu o livro “Santa Catarina: A padroeira”. A comitiva recebeu como presente para o Estado a relíquia óssea do corpo de Santa Catarina e uma imagem bizantina emoldurada, que foi trazida para Florianópolis, e em 2001 foi inaugurada uma capela ecumênica em frente ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em frente à praça Tancredo Neves, onde estão as relíquias e a imagem bizantina de Santa Catarina de Alexandria. A capela possui um guardião das relíquias e pode ser visitada diariamente no período das 10 horas às 16 horas.

A única artista catarinense a ilustrar o martírio de Santa Catarina em telas foi Vera Sabino, que produziu oito telas para ilustrar sua vida virtuosa e de mártir. Há também Rodrigo de Haro que já produziu telas sobre a santa e mosaicos que estão respectivamente na praça Tancredo Neves e no hall da reitoria da UFSC. Santa Catarina foi retratada pelos italianos Giuseppe Arcimboldo, Rafael Sanzio, Carlo Crivelli, e Caravaggio, pelos espanhóis Bartolomeu Estaban Murillo, Fernando Yanez e Vicen­te Carducho, além de muitos anônimos.

Fontes: Wikipédia e Jornal Notícias do Dia – matéria de Micheline Barros

Oração de Proteção Contra Os Inimigos

Santa Catarina, digna esposa de Nosso Senhor Jesus Cristo,
vós fostes aquela Senhora que entrastes na cidade,
achastes 50 mil homens todos bravos como os leões,
abrandáveis os corações com a palavra da razão.

Assim rogo que abrandeis os corações dos nossos inimigos.
Olhos tenham e não me enxerguem,
boca tenham e não me falem,
braços tenham e não me atem,
pernas tenham e não me alcancem,
fiquem imóveis como pedra em seu lugar,
ouvi minha prece,
virgem mártir,
para que eu alcance tudo o que vos rogo. Amém.

Oração dos Estudantes

Santa Catarina de Alexandria,
que tivestes uma inteligência abençoada por Deus,
abre a minha inteligência,
faze entrar na minha cabeça as matérias de aula,
dá-me clareza e calma na hora dos exames,
para que possa ser aprovado(a).

Eu quero aprender sempre mais,
não por vaidade,
nem só para agradar aos meus familiares e professores,
mas para ser útil a mim mesmo, a minha família,
à sociedade e à minha Pátria.

Santa Catarina de Alexandria, conto contigo.
Conta também Tu comigo.
Eu quero ser um(a) bom(a) cristão(a) para merecer a tua proteção. Amém.

Oração de Proteção Contra Acidentes

Ó Santa Catarina,
vós quebrastes a roda da engrenagem das mãos dos torturadores
e por isto sois invocada como protetora contra os acidentes;
eu vos peço, protegei-me de todo e qualquer acidente.

Acidentes de trânsito,
acidentes com arma de fogo,
acidentes de quedas e tombos,
acidentes a pé e a cavalo,
acidentes com instrumentos de trabalho,
acidentes com venenos e agrotóxicos,
acidentes com máquinas e explosivos,
acidentes de mordidas de cobras ou aranhas,
acidentes em casa, na estrada, na roça,
no campo ou no mato.

Protegei meu corpo de todo e qualquer perigo
que a cada instante estou sujeito a enfrentar.
Defendei também a minha alma
contra os perigos espirituais, que são tantos, em toda parte.

Santa Catarina,
protegei-me e salvai-me. Amém!

*****

Se quiser doar qualquer valor para este blog, aponte a câmara do seu celular para imagem acima quando estiver dentro do seu aplicativo bancário ou diretamente pelo PIX tinaventuri@gmail.com.
Muito obrigada!

Um comentário sobre “Dia da Padroeira – Santa Catarina de Alexandria

  1. Pingback: Capela Ecumênica do Tribunal de Justiça de Santa Catarina – #ArquivoDeViagens – Jardim Valentina

Qual sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.